Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
|
|
|

Compromisso com os Fornecedores

A Light possui uma política formal para todas as práticas de empregados e terceiros no que diz respeito a identificar os perigos e tratar os riscos relativos à segurança e saúde ocupacional. A companhia estabelece contratualmente que todas as empresas terceirizadas sigam criteriosamente as Diretrizes Básicas de Segurança e Saúde da empresa, checando periodicamente essa adesão por meio de auditorias e inspeções de segurança do trabalho.
 
Os fornecedores da Light são cadastrados com base no tipo de fornecimento realizado, que pode ser de materiais e equipamentos ou prestação de serviço. A criticidade do fornecedor está relacionada ao impacto econômico e estratégico nas atividades da empresa, considerando também o grau de disponibilidade e facilidade de obtenção no mercado.
 
Os principais fornecedores de materiais e equipamentos operacionais são os que atendem à atividade fim da Light, entre eles, empresas de condutores elétricos, transformadores, equipamentos de medição e chaves. Os serviços operacionais relacionados à distribuição de energia considerados críticos são aqueles que abrangem expansão, manutenção, emergência, ligação de rede, recuperação de energia e leitura. Dos serviços corporativos, são considerados críticos os fornecedores de serviços e equipamentos de TI, manutenção predial, frota, assistência médica, serviços de comunicação e jurídicos.
 
Seleção de fornecedores
 
De acordo com o tipo de fornecimento – materiais, equipamentos ou prestação de serviços –, a Light realiza o cadastro de novos fornecedores depois de receber, analisar e aprovar a documentação exigida pela companhia. Todos os fornecedores são pré-qualificados a partir de indicação de requisitantes, contato em feiras e congressos, rodadas de negócio promovidas por entidades de classe e agências governamentais ou de desenvolvimento, como o SEBRAE; benchmarking; consultas à internet e instituições; e SAC Compras.
 
A partir das informações obtidas durante a pré-qualificação, são verificados quais fornecedores estão aptos para participar do processo de qualificação. Os critérios para a qualificação podem ser mais ou menos exigentes, dependendo da criticidade e do tipo de serviço ou material a ser contratado. Se a aquisição for de baixa criticidade, a qualificação e a seleção são processos que ocorrem simultaneamente.
 
Já os fornecimentos considerados críticos passam por acompanhamento diferenciado com avaliação in loco, conduzida pela coordenação específica responsável. São avaliados os seguintes critérios: capacitação tecnológica, técnica e produtiva; qualidade; saúde e segurança dos trabalhadores; meio ambiente e responsabilidade social. Esses critérios, somados à situação econômico-financeira e jurídico-fiscal, são pontuados e possibilitam, dessa forma, definir e priorizar os fornecedores mais adequados e preparados para atender à demanda da Light.
 
Após a qualificação técnica, são negociadas as condições comerciais apresentadas pelos fornecedores, analisando a compatibilidade dos preços ofertados com os serviços e equipamentos a serem fornecidos. Nessa fase, são levados em consideração, por exemplo, o histórico de preços, a comparação com empresa de referência, o equilíbrio econômico e financeiro, a regularidade fiscal e trabalhista, entre outros fatores. Por fim, são selecionadas as empresas que ofertarem as melhores condições técnicas e comerciais.
 
Em adição à qualificação técnica, é necessário que os fornecedores de materiais e equipamentos tenham os seus produtos devidamente homologados, incluindo testes de campo quando necessário, conforme as normas da Light e demais representativas para esse fim, como NBR.  O processo de homologação, realizado pela equipe de Qualidade, deve ser preferencialmente completado antes das discussões comerciais.
 
Para que a qualificação dos fornecedores de materiais e equipamentos esteja totalmente completa, para que a Light possa adquirir seus produtos, é necessário que todas as etapas do processo sejam cumpridas integralmente, a saber: (1) cadastramento documental, (2) avaliações industrial e socioambiental, (3) homologação e (4) avaliações comerciais.
Nos contratos das empresas prestadoras de serviços, ficam estabelecidos, entre outras exigências, treinamentos obrigatórios com carga horária mínima requerida para sua atuação. A Light somente concede acesso às instalações aos empregados de fornecedores que comprovarem possuir a capacitação técnica mínima exigida.
 
Para ser contratado, é essencial que o fornecedor aceite os termos do Código de Ética e do Acordo de Responsabilidade Social da Light, que repudia qualquer forma de discriminação, uso do trabalho escravo ou análogo ao escravo, trabalho infantil, riscos à saúde e segurança do trabalhador e riscos ao meio ambiente. Dessa forma, a Light garante que todos (100%) os seus fornecedores estejam de acordo com as diretrizes relacionadas a direitos humanos, práticas trabalhistas e redução de impactos na sociedade, inclusive ambientais. [GRI 408-1, GRI 409-1]*
 
Para assegurar que o fornecimento de materiais e serviços atenda aos requisitos exigidos pela companhia, são aplicadas algumas medidas, entre elas, análise e validação técnica das propostas realizadas pela área requisitante durante o processo de qualificação; controle do recebimento do material ou da execução de serviço por meio de inspeções de recebimento de materiais e inspeções amostrais de serviços executados, em que os fornecedores são notificados em caso de não conformidades aos requisitos especificados; contratação de empresa para análise mensal do cumprimento das obrigações trabalhistas e fiscais das empresas; e aplicação de dois questionários: um ambiental e outro de responsabilidade social.
 
A avaliação de desempenho de fornecedores de serviços é realizada pelos gestores dos contratos, considerando os seguintes critérios: conformidade na prestação do objeto do contrato; resultados obtidos; cumprimento de prazos; gestão da segurança do trabalho; cuidados com a imagem da Light; treinamento e qualificação de pessoal; domínio de técnicas e tecnologia; organização e asseio dos locais de trabalho; gestão de recursos humanos; e gestão ambiental.
 
Respeito às práticas trabalhistas e aos direitos humanos
 
A Light está atenta às questões de responsabilidade social e repudia o uso do trabalho escravo ou análogo ao escravo e infantil, bem como qualquer forma de discriminação, sendo suas diretrizes explicitadas, desde 2003, no Código de Ética e no Acordo de Responsabilidade Social, ambos anexados às Condições Gerais de Contratação, registradas em cartório.
 
Para o controle dessas práticas, a Light realiza auditorias in loco de documentação relacionada aos empregados das empresas contratadas, bem como disponibiliza canais de denúncia para casos de infração. Também adota uma planilha de avaliação pela Área de Qualidade para as inspeções das empresas contratadas. Além disso, desde 2008, esses temas são abordados em encontros mensais e anuais com fornecedores.
 
Nos contratos, são incluídas cláusulas que exigem o fornecimento de  alimentação, conforme o Programa de Alimentação do Trabalhador, abono ou cesta de natal, e vale transporte.
 
Os processos de verificação são distintos para as empresas de serviço e fornecimento de material, mas contemplam o cumprimento de obrigações trabalhistas, assim como o respeito ao meio ambiente e aos direitos humanos, estabelecidos por meio de cláusulas contratuais.
 
Para fornecedores de serviços, desde 2009, são realizadas auditorias independentes por empresa contratada. As empresas auditadas devem possuir prestadores de serviço trabalhando pela Light.
 
Para os fornecedores de materiais, a avaliação de desempenho é realizada pela aplicação do equipamento conforme as especificações e normas da Light.
 
Considerando todas as práticas descritas relacionadas à força de trabalho e à seleção de fornecedores, 100% das operações da Light são avaliadas quanto a impactos que afetam os direitos humanos. Contudo, não há um estudo específico desenvolvido sobre esse tema. [GRI 412-1]*
 
Ressalta-se ainda, ações que contribuem para melhorar a capacitação da força de trabalho terceirizada, as condições de saúde e segurança, a imagem da Light e a prestação de serviço aos nossos clientes. Estas ações estão relacionadas a:
 
1. Frota das empresas terceirizadas
Acompanhar e inspecionar a frota a serviço da Light quanto às suas condições de uso, tempo de utilização e condições de segurança.
 
2. Mão de obra terceirizada
  • Garantir através da análise dos documentos enviados por nossas contratadas, que a mão de obra cadastrada em nossos contratos, esteja qualificada, habilitada e treinada, com a capacitação específica ou normativa adequadas ao atendimento das atividades de campo a serem executadas.
  • Garantir que toda mão de obra atrelada aos nossos contratos de prestação de serviços estejam cadastradas no Sistema Corporativo e que a matrícula de cada prestador seja enviada às empresas contratadas, para que seja integrada ao crachá de cada funcionário, em local visível, principalmente aos nossos clientes.
  • Monitorar e acompanhar as capacitações operacionais e normativas (NR) das empresas parceiras, assegurando que estão aptos a desenvolverem as tarefas de cada atividade;
  • Monitorar e acompanhar a validade do ASO (Atestado de Saúde Ocupacional), assegurando que o empregado esteja apto para realização de suas funções dentro da empresa.
3. Almoxarifado
Garantir através das inspeções mensais a correta gestão dos almoxarifados, onde são armazenados os materiais e equipamentos disponibilizados pela Light, que ficam sob a responsabilidade das empresas contratadas, além de avaliar as condições de armazenamento e se possuem instalações dentro dos padrões de segurança da Light.
 
4. Alojamento
Garantir através das inspeções mensais que os alojamentos de nossas contratadas possuam as condições de saúde e higiene necessárias, para receber aqueles que fazem parte de força de trabalho.
 
*Marcações referentes aos indicadores da Global Report Initiative (GRI)