Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
|
|
|

Planejamento Estratégico

A estratégia da Light tem como base a missão, a visão e os valores adotados pela companhia. Além disso, considera a análise dos ambientes externo e interno, bem como os riscos críticos ao negócio, mapeados no processo de revisão da Matriz de Riscos.
 
Considerando o cenário de crise econômica e política no Estado do Rio de Janeiro, bem como o desequilíbrio econômico-financeiro da Light, decorrente da crise hídrica e dos aumentos tarifários verificados no ano anterior, em 2016, foram redefinidas as prioridades e as estratégias de atuação.
 
1) Revisão estratégica do programa de perdas: remodelagem na estratégia de combate às perdas não técnicas para intensificar a atuação da Light em regiões com clientes de médio e alto poder aquisitivo, visando, por meio de ações de menor custo, à recuperação e à incorporação de maiores volumes de energia por cliente.
 
2) Fortalecimento da arrecadação e contenção da inadimplência: atuação junto a um grande cliente do segmento do Poder Público, assim como junto ao Governo do Estado e às prefeituras para negociação de dívidas, incluindo a intensificação das ações de cobrança no varejo.
 
3) Venda de ativos non-core: revisão do portfólio de participações focando em seu core business, que é a distribuição.
 
4) Readequação de CAPEX e OPEX:  otimização das despesas gerais e administrativas por meio do corte de custos como, por exemplo, patrocínios, consultorias, escritórios judiciais e viagens; por meio do Programa de Demissão Voluntária, para reduzir gastos com pessoal; e por meio da execução de medidas convencionais de combate às perdas, que são menos intensivas em capital e trazem retorno no curto e médio prazo.
 
5) Gestão da dívida: redução da alavancagem e rolagem das principais dívidas ao longo do ano, contratação do financiamento do CAPEX 2015-16 junto ao BNDES, entre outras ações.
 
6) Gestão interna da Light: início da campanha “Jeito de SER Light”, processo de engajamento a ser fortalecido em 2017. Essa iniciativa foi definida a partir das regras de conduta da empresa, centradas em Segurança, Ética e Resultado. Além disso, ocorreu a revisão dos normativos, permitindo a gestão do conhecimento e a disseminação de boas práticas.
 
7) Revisão Tarifária Extraordinária: protocolo, junto à ANEEL, de pedido formal de assinatura do aditivo e antecipação da 4ª Revisão Tarifária, com o objetivo de solucionar o atual desequilíbrio da concessão.