Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
|
|
|

O Programa de Eficiência Energética (PEE) da Light
 

O que é eficiência energética?

Todas as atividades desenvolvidas em uma sociedade somente se tornam possíveis pelo emprego de uma ou mais formas de energia. Por isso, utilizá-las de modo racional é uma questão de cidadania. O conceito de eficiência energética engloba o conjunto de ações que buscam a conservação de recursos não renováveis, a otimização do uso de diferentes fontes de energia e o combate ao desperdício. Empresas e organizações que visam ao desenvolvimento sustentável direcionam suas práticas por estes princípios. 

 

​PEE Light

A eficiência energética é um princípio fundamental na Light. A empresa possui tradição na disseminação da cultura da eficiência energética e desenvolve ações relevantes para a formação de uma consciência coletiva sobre o tema. Um dos exemplos é o Comunidade Eficiente, projeto que estimula uma nova consciência de consumo visando ao uso racional de energia por meio de ações educativas e da troca de geladeiras e lâmpadas por outras mais eficientes. O projeto Light Recicla também é um destaque nesta área: a iniciativa dá bônus na conta de luz a partir da troca de material reciclável.

A Light investe, ainda, em ações de eficiência energética junto a organizações, como a Companhia Estadual de Águas e Esgotos (CEDAE), o Hospital de Força Aérea do Galeão, escolas públicas do Rio de Janeiro e a Justiça Federal. Por meio de intervenções estratégicas, como a modernização de instalações e a troca de equipamentos, a empresa vem contribuindo para a redução da demanda de ponta por energia elétrica e, consequentemente, do consumo deste insumo pelos setores de saneamento básico, saúde, educação e administração pública.
 
 
​Aspectos regulatórios

No Brasil, o setor de energia elétrica é regulado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), a partir das diretrizes do órgão e de leis federais. Sancionada no ano 2000, a lei nº. 9.991 dispõe sobre a realização de investimentos em Pesquisa & Desenvolvimento e em Eficiência Energética por empresas concessionárias, permissionárias e autorizadas do setor de energia elétrica. A legislação determina que essas empresas devam aplicar um percentual mínimo de sua Receita Operacional Líquida (ROL) em Programas de Eficiência Energética (PEE), seguindo os regulamentos da Aneel.

Com base na regulamentação vigente (REN n° 556 de 2 de julho de 2013), a Light SESA – concessionária pública de distribuição de energia do Grupo Light – destina 0,5% de sua ROL a projetos de eficiência energética – o que corresponde, em média, a R$ 30 milhões por ano.

Com a publicação da Resolução 556, as concessionárias ou permissionárias de distribuição de energia elétrica devem realizar pelo menos uma Chamada Pública por ano para seleção de projetos, a partir de Julho de 2015. A concessionária ou permissionária deverá aplicar pelo menos 50% do investimento obrigatório, excluindo valores comprometidos com outras obrigações legais, em unidades consumidoras das duas classes de consumo com maior participação em seu mercado de energia elétrica. A apresentação de projetos de eficiência energética poderá ser feita por Empresas de Serviços de Conservação de Energia (ESCOs), fabricantes ou consumidores.

 

​Estratégias para a Eficiência Energética

Para promover a eficiência energética em sua área de concessão, a Light tem as seguintes diretrizes: cumprimento das metas regulatórias associadas à Chamada Pública de Projetos, bem como à atuação em comunidades visando reduzir o consumo de energia dos clientes para adequação à capacidade de pagamento e redução da inadimplência nesse segmento. Adicionalmente, busca promover projetos especialmente em instituições de caráter beneficente.
 
Além disso, se empenha em investir os recursos remanescentes em projetos inovadores, sejam eles educativos ou de novas tecnologias. Com isso, reforça sua característica de vanguarda, utilizando e promovendo, sempre que possível, novos procedimentos e novas tecnologias de eficiência energética.
 
Complementarmente, a Light busca contribuir, de forma sustentável, com o desenvolvimento de comunidades, investindo em projetos de capacitação, geração de renda e na substituição de equipamentos ineficientes e, por último, na disseminação do uso racional de energia para seus clientes. 
 

 

Nossa trajetória
 

Desde o início da obrigatoriedade de aplicação em projetos de eficiência energética, em 1998, o PEE da Light executou 188 projetos, que somam um investimento de R$ 482,10 milhões. A economia de energia decorrente dessas iniciativas é de 815,64 GWh/ano.


As ações executadas incluem desde a alteração de processos produtivos, passando pela substituição de equipamentos por equivalentes mais eficientes, nos sistemas de iluminação, climatização, refrigeração, aquecimento de água, geração de energia por fontes incentivadas, até ações educativas e de cunho social.

No ano de 2017, o investimento da Light foi de R$ 13,03 milhões em 19 projetos. O gráfico abaixo apresenta a participação dos investimentos nesse ano, por tipo de projeto.

                       GRAFICO INVESTIMENTO PEE 2018.png

Critérios para projetos de Eficiência Energética
 

A Light prioriza projetos de eficiência energética de acordo com os seguintes critérios:

  • Contribuir para o aumento da eficiência energética;
  • Atender aos interesses dos seus clientes, com a introdução de tecnologias mais eficientes que promovam a redução de consumo e, portanto, de custos;
  • Ser de fácil replicação;
  • Contribuir para a redução das despesas do Poder e Serviços Públicos, aumentando, com isso, a capacidade de pagamento desses segmentos;
  • Atuar na redução de perdas comerciais, no combate à informalidade e na redução da inadimplência.
  
Para mais informações sobre eficiência energética, entre em contato conosco pelo e-mail eficiencia@light.com.br.