Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
|
|
|

Parque Arqueológico e Ambiental São João Marcos

Inaugurado em 2011, o Parque Arqueológico e Ambiental São João Marcos representa o esforço do Instituto Light em preservar e valorizar o patrimônio histórico e cultural da região do Vale do Paraíba Fluminense. Idealizada em 2007, a iniciativa recuperou – e abriu para visitação – as ruínas da antiga cidade que levava o mesmo nome do parque – uma das mais importantes do ciclo do café, no século XIX. Um projeto ousado, que se tornou possível com a dedicação de uma equipe multidisciplinar, formada por museólogos, historiadores, ambientalistas, arquitetos, produtores culturais e jornalistas.

O Parque Arqueológico e Ambiental São João Marcos fica localizado no município fluminense de Rio Claro, abrange 33 mil m² de circuito de visitação e recebe milhares de visitantes de todo o país. A relevância do projeto foi reconhecida pelo Prêmio Rodrigo Mello Franco, do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) – o mais importante do país sobre preservação do patrimônio histórico – e pelo Prêmio Aberje Regional, categoria Responsabilidade Histórica e Memória Empresarial, concedido pela Associação Brasileira de Comunicação Empresarial (Aberje).

Além do aporte de R$ 1 milhão para manutenção e programação anual do parque, feito por meio da Lei de Incentivo à Cultura, a Light investiu mais R$ 1,6 milhão em obras de requalificação do espaço utilizando subcrédito social do BNDES. O maior benefício para a comunidade tem sido a abertura de oportunidades devido ao fluxo crescente de visitantes, que chegam a dez mil por ano. Empresas locais de turismo já destacaram o incremento em suas receitas; e as de serviço e comércio têm reportado benefícios diretos do parque em seus negócios.

A seguir, são destacadas as ações empreendidas no parque em 2014:

- Consolidação das ruínas da Igreja Matriz e a anastilose da Casa do Capitão-mor
- Compra de um veículo para serviços do parque, de uma carroça em estilo antigo e de dois cavalos para transporte de visitantes
- Construção de um espaço-escola, uma horta orgânica e um mirante
- Reforma do restaurante
- Capacitação dos moradores da região para melhor aproveitamento comercial da presença de turistas no parque e treinamento dos trabalhadores locais para o processo de anastilose
- Reposição do busto de Feliciano Sodré na antiga praça, assim como a produção de uma réplica estilizada do cruzeiro em frente à Igreja Matriz