Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
|
|

Detalhe da Notícia

Light tem lucro líquido de R$ 38 milhões no 3º trimestre de 2015

12/11/2015
Corporativo

A Light S. A., holding que atua nos segmentos de distribuição, geração e comercialização de energia elétrica, registrou um lucro líquido de R$ 38 milhões no terceiro trimestre de 2015 (3T15), revertendo um prejuízo de R$ 53 milhões, obtido no mesmo período do ano anterior.

Neste trimestre, a Light totalizou receita líquida consolidada de aproximadamente R$ 2,2 bilhões, representando um crescimento de 36,5% ante o terceiro trimestre de 2014. Este resultado se deve, principalmente, ao reconhecimento tarifário dos custos com a compra de energia.

O EBITDA (lucro antes de impostos, depreciação e amortização) chegou a R$ 406,8 milhões no trimestre, 112,7% acima do apurado no mesmo período do ano anterior.
 
Consumo, qualidade, perdas e investimentos
 

O consumo total de energia na área de concessão da Light cresceu 2,5% em relação ao terceiro trimestre de 2014, chegando a 6.081 GWh. O fator que influenciou o alcance deste valor foi, principalmente, o crescimento de 9,7% no segmento industrial livre, relacionado à redução na autoprodução de energia de um grande cliente do setor metalúrgico.
 
Os indicadores de qualidade operacional da Light apresentaram melhoras no período. A Duração Equivalente de Interrupção (DEC) somou 13,32 horas, 0,7% a menos que no terceiro trimestre de 2014, e a Frequência Equivalente de Interrupção (FEC) chegou a 6,60 vezes, resultado 3,1% inferior se comparado com o mesmo período do ano anterior.
 
As perdas não técnicas totais da Light, calculadas sobre o mercado de baixa tensão, aumentaram 0,17 pontos percentuais (p.p.) em relação ao segundo trimestre de 2015, atingindo 39,80% em Setembro.
 
Para potencializar futuras reduções neste índice, a Light vem investindo em processos convencionais de inspeções de fraudes, modernização de rede e sistemas de medição. Foram feitas 12.854 normalizações de clientes e o número total de medidores eletrônicos instalados chegou a 770 mil. Essas atividades proporcionaram, um montante de 165,4 GWh em energia recuperada e de 239,6 GWh em energia incorporada.
 
No Projeto Light Legal, que consiste em selecionar pequenas áreas de 10 a 20 mil clientes onde atuam microempresas voltadas exclusivamente para a melhoria dos indicadores de perdas e inadimplência, a companhia de energia chegou a 39 áreas atendidas, abrangendo 746 mil clientes. Desde o início do projeto, em Agosto de 2012, as áreas já inauguradas vêm apresentando uma redução média de perdas não técnicas, sobre o faturamento de baixa tensão, de 32 p.p., e aumento médio na arrecadação de 5 p.p.
 
No terceiro trimestre, o total investido pela Light em 2015 chegou a R$ 612,8 milhões. O segmento de distribuição concentrou o maior volume aplicado, totalizando R$ 555,5 milhões, com destaque para modernização e expansão das redes de distribuição, aumento de robustez e melhoria na qualidade do fornecimento de energia e para o projeto de combate às perdas.
 
Covenants
 
Em setembro de 2015, o índice de alavancagem calculado pela relação Dívida Líquida/EBITDA ficou em 4,23 vezes(x) para fins de covenants, 0,31x menor que Junho do mesmo ano (4,54x). Em Novembro, a Light concluiu as negociações para elevação temporária do limite deste indicador, de 3,75x para 4,5x, para fins de covenants do 3T15.

 
Mais informações podem ser obtidas no site de Relações com Investidores da Light.