Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
|
|

Detalhe da Notícia

Lucro líquido da Light sobe 12,9% em 2014, com a contabilização dos créditos de custos de energia passados

11/03/2015
Corporativo

Consumo cresce 3% e indicadores de qualidade apresentam melhoras.
Perdas não técnicas seguem trajetória de queda, totalizando 1,3 pontos percentuais durante os últimos 12 meses.
 
A Light S. A., holding que atua nos segmentos de distribuição, geração e comercialização de energia elétrica, totalizou, no resultado consolidado de 2014, lucro líquido de R$ 662,8 milhões, um aumento de 12,9% em relação ao alcançado em 2013, fortemente impactado com o registro de créditos de R$ 1,1 bilhão referentes a custos com compra de energia já incorridos. Em função desse lançamento em dezembro, no quarto trimestre do ano passado (4T14) o lucro líquido foi de R$ 520 milhões.
 
Ajustando o lucro líquido dos últimos trimestres de 2013/2014 pelas CVAs correspondentes, os valores de 2014 e do 4T14 ficariam em linha com os mesmos períodos anteriores (R$ 298,5 milhões e R$ 44,5 milhões, respectivamente).
 
O consumo total de energia da distribuidora em 2014 somou 26.493 GWh e cresceu 3% em comparação com 2013. Somente no 4T14, aumentou 2,5% em relação ao mesmo período do ano anterior, alcançando 6.694 GWh, influenciado pelo aumento do consumo nos segmentos residencial e comercial, que subiram 4,9% e 6%, respectivamente.
 
Os indicadores de qualidade operacional da Light apresentaram melhoras sensíveis. A Duração Equivalente de Interrupção (DEC) somou 12,39 horas, 32,6% menos que em 2013, e a Frequência Equivalente de Interrupção (FEC) chegou a 6,59 vezes, resultado 20,7% inferior se comparado com o mesmo período do ano anterior.
 
O EBITDA (lucro antes de impostos, depreciação e amortização) consolidado de 2014 foi de R$ 1.809,7 milhões, 6,7% superior ao de 2013. No 4T14, chegou a R$ 934 milhões, devido ao mesmo efeito da contabilização dos créditos referentes aos custos de energia passados sobre o lucro líquido. Desconsiderando este efeito, o EBITDA ficaria em linha na comparação entre os trimestres.
 
A Receita Líquida totalizou R$ 8,2 milhões em 2014, valor 25,6% acima do registrado em 2013. No 4T14, o resultado chegou a R$ 2,9 milhões, 75,7% acima da receita registrada no quarto trimestre de 2013, explicado também pelo reconhecimento do saldo da CVA no resultado da empresa.
 
Medidas de Combate às Perdas de Energia
 
As perdas não técnicas seguem importante trajetória de queda. No mercado de baixa tensão, o acumulado dos últimos 12 meses (Dez-13 / Dez-14) apresentou redução de 1,3 pontos percentuais (p.p.) e chegou, em Dezembro de 2014, a 40,9% da energia distribuída (5.927 GWh), contra 42,2% no fim de Dezembro de 2013.
 
Já as perdas totais chegaram a 23,3% da carga fio, seguindo o apresentado em setembro de 2014.
 
Para potencializar a redução, a Light vem investindo continuamente em ações como processos convencionais de inspeções de fraudes, modernização de rede e sistemas de medição e projetos de áreas de perda zero (Light Legal). As atividades proporcionaram, em todo o ano de 2014, um montante de aproximadamente 180 GWh em energia recuperada (16,6% a mais que 2013) e de cerca de 280 GWh em energia incorporada (13,7% a mais que 2013).
 
Foram feitas 61,2 mil normalizações de clientes, 5,6% a mais do que o realizado em 2013, e o numero total de medidores eletrônicos instalados chegou a 622 mil, um incremento de 44,0% relativo ao fechamento do ano anterior. Já dentro do Projeto Light Legal, que consiste em selecionar pequenas áreas de 10 a 20 mil clientes onde atuam microempresas voltadas exclusivamente para a melhoria dos indicadores de perdas e inadimplência, a companhia de energia chegou a 37 áreas atendidas, abrangendo 624 mil clientes. Desde o início do projeto, as áreas do projeto já inauguradas vêm apresentando uma redução média de perdas não técnicas, sobre o faturamento de baixa tensão, de 29 p.p., e aumento médio na arrecadação de 7 p.p.
 
Investimentos
 
No ano de 2014, o total investido pela Light somou R$ 1,054 milhão, 24,7% acima do investido no ano de 2013. O segmento de distribuição concentrou o maior volume, que chegou a R$ 932,1 milhões (representando 88,4% do investimento total), apresentando um crescimento de 30,8% frente ao valor investido no ano anterior.
 
Dentre os investimentos realizados, se destacam o desenvolvimento de redes de distribuição e expansão, no valor de R$ 548,9 milhões e o projeto de combate às perdas de energia, com R$ 359,7 milhões.

 

Mais informações podem ser obtidas no site de Relações com Investidores da Light, clicando aqui.